Programação:
Home Blog Page 26

Internacional e Athletico-PR decidem a Copa do Brasil

0
Troféu da #FinalCopaDoBrasil (Foto: Adriano Garcia)
Troféu da #FinalCopaDoBrasil (Foto: Adriano Garcia)

Repórter Rafael Passos

O campeão da 31ª edição da Copa do Brasil será conhecido nesta quarta-feira (18), a partir das 21h30min, no Estádio Beira-Rio, em Porto Alegre. Em um noite histórica, Internacional e Athletico Paranaense entram em campo para disputar o segundo jogo da final do torneio e definir com quem ficará o troféu.

No primeiro jogo, o Furacão venceu por 1 a 0, na Arena da Baixada, e tem a vantagem do empate. Como o saldo qualificado (gol marcado fora de casa) não é critério de desempate, o Colorado precisa vencer por dois gols de diferença para levantar a taça. Vitória por um gol de diferença leva a decisão do título para os pênaltis.

Troféu da Copa do Brasil (Foto: Rádio Galera)
A Copa do Brasil e a bola do jogo estão no palco da final (Foto: Rádio Galera)

Os dois clubes buscam quebrar o jejum de conquistas nacionais. Tricampeão brasileiro em 1975, 1976 e 1979, o Internacional não vence uma competição brasileira desde 1992, quando conquistou a sua única taça da Copa do Brasil. Na ocasião, superou o Fluminense na final. A equipe alvirrubra não chegava a decisão há 10 anos, quando acabou sendo derrotada pelo Corinthians.

Já o Rubro-Negro, venceu o Campeonato Brasileiro em 2001, desde então nunca mais ergueu uma taça de um torneio nacional. 12 anos depois, em 2013, o Furação foi à final da Copa do Brasil pela primeira e única vez, até aqui, mas foi batido pelo Flamengo.

Caso seja campeão, o Inter será o único time com duas conquistas da Copa do Brasil. O Athletico, por sua vez, se igualará aos gaúchos e a outros nove clubes que possuem um título cada da copa nacional. São eles: Criciúma (1991), Juventude (1999), Santo André (2004), Paulista (2005), Fluminense (2007), Sport (2008), Santos (2010), Vasco (2011) e Atlético-MG (2014).

Paolo Guerrero concorre à Bola de Ouro da Copa do Brasil (Foto: Paola Colling)
Paolo Guerrero concorre à Bola de Ouro da Copa do Brasil (Foto: Paola Colling)

Na tarde de terça-feira (17), o grupo de jogadores do Internacional encerrou a preparação para o confronto final da Copa do Brasil com o Athletico, nesta quarta-feira, às 21h30, no Beira-Rio. O técnico Odair Hellmann fechou o derradeiro treino para definir a sua equipe. A dúvida de Hellmann no seu 11 inicial é D´Alessandro, que sentiu problema muscular na coxa direita no treino de domingo e não tem sua utilização confirmada. De qualquer forma, o argentino está entre os concentrados.

Caso o camisa 10 fique fora, Wellington Silva aparece como o mais forte candidato para substituí-lo. O provável Inter para a final da Copa do Brasil tem: Marcelo Lomba; Bruno, Rodrigo Moledo, Víctor Cuesta e Uendel; Rodrigo Lindoso, Edenílson, Patrick, D’Alessandro (Rafael Sobis ou Wellington Silva) e Nico López; Paolo Guerrero.

Como venceu o primeiro jogo por 1 a 0, o Athletico tem a vantagem do empate para ficar com o título da Copa do Brasil (Foto: Miguel Locatelli/Site Oficial)
Como venceu o primeiro jogo por 1 a 0, o Athletico tem a vantagem do empate para ficar com o título da Copa do Brasil (Foto: Miguel Locatelli/Site Oficial)

O Furacão trabalhou pela última vez antes do embarque a Porto Alegre na manhã de terça, no CT do Caju, em Curitiba. O técnico Tiago Nunes deve mandar a campo a mesma da vitória por 1 a 0 na Arena da Baixada. O Athletico deve ser escalado com: Santos; Khellven, Bambu, Léo Pereira e Márcio Azevedo; Wellington, Bruno Guimarães e Léo Cittadini; Nikão, Rony e Marco Ruben.

A lista de desfalques tem o zagueiro Pedro Henrique, os laterais-esquerdo Abner Vinícius e Adriano e o meia Everton Felipe, que não podem jogar a Copa do Brasil. Completam a nominata, o lateral-direito Jonathan e o meia Bruno Nazário, que seguem em recuperação. Já o zagueiro Thiago Heleno e o volante Camacho cumprem os últimos dias de suspensão pelo caso de doping.

Internacional X Athletico Paranaense
Ficha Técnica
Local: Estádio Beira-Rio, em Porto Alegre (RS)
Data: quarta-feira, 18 de setembro – horário: 21h30min (de Brasília)
Arbitragem: Wilton Pereira Sampaio (FIFA-GO), auxiliado por Emerson Augusto de Carvalho (FIFA-SP) e Bruno Raphael Pires (FIFA-GO): VAR: Braulio da Silva Machado (FIFA-SC), AVAR 1: Emerson de Almeida Ferreira (MG) e AVAR 2: Leone Carvalho Rocha (GO).

Provável Internacional: Marcelo Lomba; Bruno, Rodrigo Moledo, Cuesta e Uendel; Rodrigo Lindoso, Edenílson, Patrick, D’Alessandro (Rafael Sobis ou Wellington Silva) e Nico López; Paolo Guerrero. Técnico: Odair Hellmann.

Provável Athletico Paranaense: Santos; Khellven, Robson Bambu, Léo Pereira e Márcio Azevedo; Wellington, Bruno Guimarães, Léo Cittadini, Nikão e Rony; Marco Ruben. Técnico: Tiago Nunes.

Com coletivo dos reservas contra a transição, Grêmio volta a treinar

0
O centroavante Da Silva marcou o primeiro gol dos reservas no coletivo contra a Transição (Foto: Lucas Uebel / Grêmio FBPA)
O centroavante Da Silva marcou o primeiro gol dos reservas no coletivo contra a Transição (Foto: Lucas Uebel / Grêmio FBPA)

Repórter Rafael Passos

Após a vitória sobre o Goiás, por 3 a 0, na Arena, pela 19ª rodada do Brasileirão, o elenco do Grêmio retomou as atividades nesta terça-feira (17), no CT Luiz Carvalho. O elenco tricolor iniciou a preparação para confronto contra o Santos, na Vila Belmiro, no próximo sábado, às 21h.

No primeiro treino da semana, o técnico Renato Portaluppi comandou coletivo do time reserva do Tricolor contra o grupo de transição, que também se prepara para a sequência da Copa Seu Verardi (Copa FGF), e principalmente para as finais do Campeonato Brasileiro de Aspirantes contra o Internacional. O resultado do trabalho foi um empate por 2 a 2. Da Silva e Luan/Luciano, de pênalti, marcaram os gols dos suplentes. Nas jogadas de bolas paradas, as cobranças sempre são repetidas. Ferreira e Mateusinho anotaram para o time Sub-23.

A boa notícia para o comandante gremista foi o retorno do zagueiro Kannemann, que não esteve presente na partida contra o Goiás. O camisa 4 sentiu dores no tornozelo e fora dos treinamentos na sexta, sábado e na partida de domingo.

Enquanto a bola rolava no gramado do CT Luiz Carvalho, os jogadores que atuaram contra o Goiás realizaram atividades específicas de preparação muscular na academia, bem como corridas no gramado.

Treinados por Renato Portaluppi, os reservas foram a campo com: Brenno; Thaciano, Rômulo, Rodrigues, Juninho Capixaba; Darlan, Luan, Pepê, Patrick, Luciano e Da Silva. Do outro lado, o técnico Thiago Gomes escalou a equipe Sub-23 com: Julio César; Felipe, Ruan, Emanuel e Kazu; Jhonata Varela, Matheus Frizzo, Jhonata Robert, Isaque, Ferreira e Joanderson.

Na oitava posição do Campeonato Brasileiro, o Tricolor Gaúcho está a quatro pontos do São Paulo, primeiro time do G-6.

Esse texto que você está lendo tem o apoio de Lealinfo 

Seleção Brasileira Sub-20 goleia novamente na Liga Sul-Americana

0
A Seleção Brasileira marcou 15 gols e sofreu um na Liga Sul-Americana Sub-19 (Foto: Reprodução/Twitter @liga_sud)
A Seleção Brasileira marcou 15 gols e sofreu um na Liga Sul-Americana Sub-19 (Foto: Reprodução/Twitter @liga_sud)

Repórter Rafael Passos

A Seleção Brasileira Feminina Sub-20 segue avassaladora na Liga Sul-Americana Sub-19. Nesta terça-feira (17), as meninas brasileiras aplicaram mais uma goleada no torneio de desenvolvimento organizado pela CONMEBOL, que está sendo disputado na Argentina.

Na partida válida pela 2ª rodada, o Brasil goleou a Bolívia, por 9 a 0, no Estádio Julio Humberto Grandona, na Argentina e chegou a duas vitória na competição.

Gols
⚽⚽ Nycole (Benfica-POR) 8´ 1T e 34´ 1T
⚽⚽ Duda (Cruzeiro) 12´ 1T e 42´ 1T
⚽⚽ Micaelly (Cruzeiro) 1´ 2T e 31´ 2T
⚽ Júlia Beatriz (Iranduba) 11´ 1T
⚽ Mylena (Avaí/Kindermann) 26´ 2T
⚽ Vitória Yaya (São Paulo) 46´ 2T

As canarinhas abriram o escore logo aos oito minutos do primeiro tempo com Nycole, atacante do Benfica de Portugal. Aos 11, Júlia Beatriz, do Iranduba, ampliou o placar para 2 a 0. Um minuto depois, a camisa 10 Duda, do Cruzeiro, fez 3 a 0.

A não parou por ai. Aos 34 minutos, Nycole anotou o quarto gol brasileiro e o seu quarto no torneio. De cabeça, Duda fez o quinto aos 42.

Na volta do vestiário, o Brasil ampliou a um minuto com Micaelly: 6 a 0. Aos 26, Mylena marcou o sétimo de cabeça. Cinco minutos depois, Micaelly, de pênalti, anotou o oitavo. Aos 46 minutos, Vitória Yaya, de 17 anos, do São Paulo, fechou o placar em 9 a 0.

Brasil: Nicole; Juliana (Vitória), Camila, Isadora (Flávia) e Gisseli (Rute); Miriam, Raquel, Micaelly e Duda (Vitória Yaya); Júlia Beatriz e Nycole (Mylena). Técnico: Jonas Urias.

Duda, a camisa 10 do Brasil, marcou dois gols contra a Bolívia (Foto: CBF/Laura Zago)
Duda, a camisa 10 do Brasil, marcou dois gols contra a Bolívia (Foto: CBF/Laura Zago)

Na próxima rodada, a seleção comandada por Jonas Urias folga e volta a jogar na sexta-feira (20). Dois dias depois, o Brasil fecha sua participação na competição contra a Argentina. Os dois jogos estão marcados para as 15h45min. Na outra partida do dia, as argentinas venceram as chilenas, por 3 a 0, com gols de Rocío Correa, Catalina Primo e Dalila Ippolito. O terceiro compromisso albiceleste será na quinta diante o Uruguai, às 15h45min.

O Brasil está no Grupo Sul, ao lado de Argentina, Bolívia, Chile e Uruguai. A outra chave da competição, o Grupo Norte, é composta por Equador, Colômbia, Peru, Venezuela e Paraguai. As líderes de cada chave e a melhor segunda colocada disputarão um triangular final, ainda sem data. O torneio é uma preparação para o Sul-Americano Sub-20, que acontece em 2020.

Rodada 3
19 de setembro
13h30 Bolívia x Chile
15h45 Argentina x Uruguai

Rodada 4
20 de setembro
13h30 Uruguai x Bolívia
15h45 Brasil x Chile

Rodada 5
22 de setembro
13h30 Uruguai x Chile
15h45 Argentina x Brasil

Esse texto que você está lendo tem o apoio de Centro Esportivo Rodrigo Mendes

Gurias do Brasil goleiam o Uruguai na estreia da Liga Sul-Americana Sub-19

0
Seleção Brasileira Sub-20 jogou contra o Uruguai no estádio do Arsenal (ARG). Foto: Laura Zago/CBF
Seleção Brasileira Sub-20 jogou contra o Uruguai no estádio do Arsenal (ARG). Foto: Laura Zago/CBF

Repórter Rafael Passos

A Seleção Brasileira Feminina Sub-20 estreou com o pé direito na Liga Sul-Americana Sub-19. Nesta segunda-feira (16), as gurias brasileiras, agora comandadas pelo técnico Jonas Urias, voltaram a atuar após um ano. Na estreia do torneio, Brasil goleou o Uruguai, de virada, por 6 a 1, no estádio Julio Humberto Grandona, casa do Arsenal de Sarandí, na Argentina. Os gols brasileiros foram marcados por Nycole (2), Jaque (2), Duda e Juliana, enquanto Esperanza Pizarro anotou para as uruguaias.

Brasil: Nicole; Juliana, Camila, Isadora e Gisseli (Rute); Jaqueline, Raquel (Yaya) e Angelina (Miriam); Micaelly (Júlia Beatriz), Duda (Vitória Bruna) e Nycole. Técnico: Jonas Urias.

As uruguaias saíram na frente logo aos nove minutos do primeiro tempo, em cobrança de falta, com Esperanza Pizarro. A Seleção empatou, aos 37 minutos, com Nycole, do Benfica, de cabeça, e virou quatro minutos depois com Duda, do Cruzeiro. O primeiro tempo terminou 2 a 1 para as brasileiras.

Na etapa complementar, a jogadora do São Paulo Jaqueline ampliou para 3 a 1, aos 16 minutos. Um minuto depois, Nycole fez o segundo dela no jogo e o quarto do Brasil. Na sequência, Juliana, do Palmeiras, aos 32, marcou o quinto e Jaque novamente, aos 40, fechou a goleada brasileira em 6 a 1.

A Liga Sul-Americana Feminina Sub-19 é uma nova competição da Direção de Desenvolvimento, por meio de seu Programa Evolução e da Divisão de Futebol Feminino da FIFA, que busca fortalecer o desenvolvimento e o crescimento do futebol feminino no continente.

A Seleção Brasileira volta a jogar nesta terça-feira (17), contra a Bolívia a partir das 13h30min (de Brasília). Na sexta enfrenta o Chile e, no domingo, a Argentina. Os dois jogos acontecem às 15h45. Na outra partida do primeiro dia da competição, a anfitriã Argentina goleou a Bolívia, por 5 a 0, com gols de Rocío Correa (2), Nicole Hain, Micaela Adorno e Dalila Ippolito. O segundo compromisso argentino será nesta terça-feira contra o Chile a partir das 15h45min.

O Brasil está no Grupo Sul, ao lado de Argentina, Bolívia, Chile e Uruguai. A outra chave da competição, o Grupo Norte, é composta por Equador, Colômbia, Peru, Venezuela e Paraguai. As líderes de cada chave e a melhor segunda colocada disputarão um triangular final, ainda sem data. O torneio é uma preparação para o Sul-Americano Sub-20, que acontece em 2020.

Rodada 2
17 de setembro
13h30 Brasil x Bolívia
15h45 Argentina x Chile

Rodada 3
19 de setembro
13h30 Bolívia x Chile
15h45 Argentina x Uruguai

Rodada 4
20 de setembro
13h30 Uruguai x Bolívia
15h45 Brasil x Chile

Rodada 5
22 de setembro
13h30 Uruguai x Chile
15h45 Argentina x Brasil

Seleção Brasileira Sub-20 jogou contra Uruguai. Foto: Laura Zago/CBF
Seleção Brasileira Sub-20 jogou contra Uruguai. Foto: Laura Zago/CBF

Esse texto que você está lendo tem o apoio de Lealinfo 

Grêmio comemora 116 anos com vitória sobre o Goiás na Arena

0
No dia do aniversário de 116 anos, Grêmio venceu o Goiás na Arena (Foto: Lucas Uebel/Grêmio FBPA)
No dia do aniversário de 116 anos, Grêmio venceu o Goiás na Arena (Foto: Lucas Uebel/Grêmio FBPA)

Repórter Rafael Passos

Neste domingo (15), o Grêmio Foot-Ball Porto Alegrense completou 116 anos de história e quem ganhou presente foi o seu torcedor. Diante de 41.733 espectadores, o Grêmio venceu o Goiás por 3 a 0, em jogo válido pela 19ª rodada do Campeonato Brasileiro.

Com a vitória, o Grêmio fecha o primeiro turno com 28 pontos e sobe para a oitava colocação do Brasileiro. Já o Goiás segue com 21 pontos em 15º. Pela 20ª rodada, o Tricolor volta a campo no próximo sábado (21), às 21h, contra o Santos na Vila Belmiro. O Goiás, por sua vez, recebe o Fluminense no Serra Dourado no domingo, às 19h.

O time treinado por Renato Portaluppi fez um primeiro tempo avassalador e abriu o escore aos 29 minutos com um golaço de Jean Pyerre, de fora da área. 1 a 0. Três minutos depois, Everton ampliou após jogada coletiva. 2 a 0.

Aos 44 do primeiro tempo, Alisson recebeu cruzamento rasteiro de Cortez, dominou e chutou com calma para marcar o terceiro do Tricolor. O assistente Daniel Henrique da Silva Andrade chegou a marcar impedimento na jogada, mas o VAR analisou o lance e validou o tento. 3 a 0.

Grêmio 3 x 0 Goiás
Ficha Técnica
Local: Arena do Grêmio, em Porto Alegre (RS)
Arbitragem: Sávio Pereira Sampaio (DF), auxiliado por Daniel Henrique da Silva Andrade (DF) e Jose Reinaldo Nascimento Junior (DF). VAR: Caio Max Augusto Vieira (RN), AVAR 1: Christiano Gayo Nascimento (DF) e AVAR 2: Oberto da Silva Santos (PB).
Gols: Jean Pyerre 29′ 1T, Everton 32′ 1T e Alisson 44′ 1T
Cartão amarelo: Yago Felipe (GOI)
Público: 35.584 pagantes (41.733 presentes)/Renda: R$ 1.071.113,00

Grêmio: Paulo Victor; Galhardo, David Braz, Paulo Miranda e Bruno Cortez; Michel, Matheus Henrique (Luan) e Jean Pyerre; Alisson (Patrick), Everton e Diego Tardelli (Luciano). Técnico: Renato Portaluppi.

Goiás: Marcelo Rangel; Daniel Guedes, Fábio Sanches, Rafael Vaz e Marcelo Hermes; Gilberto, Yago Felipe e Léo Sena (Marlone); Rafael Moura (Leandro Barcia), Michael e Kayke (Rafinha). Técnico: Ney Franco.

Esse texto que você está lendo tem o apoio de Lealinfo 

Reservas atropelam o Atlético-MG no Horto e Inter entra no G-4 do Brasileirão

0
Pottker marcou dois gols na vitória colorada sobre o Galo no Horto (Foto: Ricardo Duarte/Internacional)
Pottker marcou dois gols na vitória colorada sobre o Galo no Horto (Foto: Ricardo Duarte/Internacional)

Repórter Rafael Passos

Mesmo jogando com o time reserva, o Internacional foi a Arena Independência, em Belo Horizonte, e venceu o Atlético-MG por 3 a 1, em jogo válido pela 19ª rodada do Campeonato Brasileiro. Os gols colorados foram anotados por William Pottker, duas vezes, e por Neilton, enquanto Bruninho descontou para o Galo.

De olho na partida de volta da final da Copa do Brasil, o técnico Odair Hellmann poupou os titulares e mesmo assim não tomou conhecimento do Atlético-MG, que perdeu seu quinto jogo seguido. O Colorado abriu o placar ainda aos 23 minutos do primeiro tempo, com um gol “espírita” de cabeça do atacante William Pottker após uma pixotada do ex-zagueiro do Inter, Réver. 1 a 0.

Na segunda etapa, a equipe gaúcha ampliou aos sete minutos com Neilton. Depois de um contra-ataque, Rafael Sobis cruzou rasteiro na área e o meia não desperdiçou, tocou com o pé direito sem chances para o goleiro Cleiton. 2 a 0.

O Atlético bem que tentou o tento de desconto, mas parou em Danilo Fernandes, que foi um dos destaques do jogo. Em novo contragolpe, aos 18, William Pottker anotou mais uma vez após receber um passe de Heitor, na ponta direita, o camisa 99 driblou o Réver e mandou a bola para as redes. 3 a 0.

O Galo encontrou o gol de honra já aos 42 minutos com Bruninho, mas não havia tempo para evitar a vitória do Inter por 3 a 1.

Com o resultado, o Inter sobe para a quarta colocação na tabela de classificação, com 33 pontos. Já o Atlético-MG é o atual oitavo colocado, com 27 pontos.

Na quarta-feira (18), o Internacional encara o Athletico Paranaense no duelo de volta da final da Copa do Brasil, no Beira-Rio, às 21h30min (de Brasília). Para ficar com a taça no tempo normal, o Colorado precisa vencer por dois gols de diferença, já que perdeu na Arena da Baixada por 1 a 0. Qualquer vitória colorada por um gol de diferença leva a disputa para os pênaltis.

Assim como o time gaúcho, o Galo também está dividido entre duas competições. No caso do Alvinegro, a Copa Sul-Americana. Na quinta-feira o time treinado por Rodrigo Santana vai a Argentina para encarar o Colón no Cementerio de Elefantes, em Santa Fé, às 21h30min (de Brasília), pela rodada de ida da semifinal do torneio continental.

Pela 20ª rodada do Brasileirão, que dará início ao seu segundo turno. O Colorado pega a Chapecoense no Beira-Rio, às 11h de domingo (22). O Galo, por sua vez, vai a Florianópolis encarar o lanterna Avaí, às 20h.

Atlético-MG 1 x 3 Internacional
Ficha Técnica
Local: Arena Independência – Belo Horizonte (MG)
Arbitragem: Bruno Arleu de Araujo (RJ), auxiliado por Silbert Faria Sisquim (RJ) e Thiago Henrique Neto Correa Farinha (RJ). VAR: Grazianni Maciel Rocha (RJ), AVAR 1: Carlos Eduardo Nunes Braga (RJ) e AVAR 2: Carlos Henrique Cardoso de Souza (RJ).
Gols: Bruninho 42′ 2T (CAM); William Pottker 23′ 1T e 18′ 2T, Neílton 7′ 2T (INT)
Cartão amarelo: Guilherme Parede (INT)
Público: 18.966/Renda: R$443.583,00

Atlético-MG: Cleiton; Patric, Lenardo Silva, Réver, Fábio Santos, Martínez (Cazares), Elias, Vinícius (Nathan), Bruninho, Chará e Ricardo Oliveira (Di Santo). Técnico: Rodrigo Santana.

Internacional: Danilo Fernandes; Heitor, Klaus, Emerson Santos, Zeca, Rithely, Nonato, Neilton (José Aldo), Guilherme Parede, Rafael Sobis (Johnny), William Pottker (Sarrafiore). Técnico: Odair Hellmann.

Esse texto que você está lendo tem o apoio de Lealinfo 

Filho do capitão Fernandão, Enzo assina primeiro contrato profissional com o Inter

0
Enzo, filho do ídolo colorado Fernandão, assinou o primeiro contrato profissional com o Inter (Foto: Marcelo Campos/Divulgação)
Enzo, filho do ídolo colorado Fernandão, assinou o primeiro contrato profissional com o Inter (Foto: Marcelo Campos/Divulgação)

Repórter Rafael Passos

Seguindo os passos do pai, Enzo Bizzotto Costa, de 16 anos, filho de Fernandão, eterno capitão do Internacional, assinou, na manhã desta sexta-feira (13), seu primeiro contrato profissional com o Colorado. O acordo tem duração de dois anos e vai até 2021.

Foto: Marcelo Campos / Divulgação
Foto: Marcelo Campos / Divulgação

Em 2017, aos 14 anos, Enzo assinou um vínculo de formação com o clube. Atacante como o pai, ele também já jogou nas categorias de base do Goiás, antes de se mudar com a família para Porto Alegre após o acidente aéreo que vitimou Fernandão em junho de 2014.

Assim como o pai, o jogador, que está nas categorias de base do clube desde 2015, veste a camisa 9. Na temporada 2018, ele conquistou o Campeonato Gaúcho Sub-15, seu primeiro título com a camiseta colorada. Neste ano disputou o Campeonato Brasileiro, a Copa do Brasil Sub-17, e atualmente joga o Gauchão Sub-17, onde marcou três gols em 12 jogos. A equipe vermelha está nas oitavas de final.

Fernandão atuou no Inter de 2004, quando Enzo recém havia completado um ano, até 2008. Também foi dirigente e técnico em 2012. Capitão do Inter na conquista da primeira Libertadores e do Mundial, em 2006, Fernandão disputou ao todo 190 partidas com a camisa do Inter, marcando 77 gols.

Esse texto que você está lendo tem o apoio de Lealinfo 

Haberemus clássico Grenal na final do Brasileirão de Aspirantes

0
Clássico Grenal decidirá o Brasileirão de Aspirantes
Clássico Grenal decidirá o Brasileirão de Aspirantes

Repórter Rafael Passos

Haberemus clássico Grenal em uma final de competição nacional sim. Se não tivemos o duelo das duas maiores forças do futebol gaúcho na Libertadores nem na Copa do Brasil, a incumbência caiu no colo das equipes Sub-23. Nesta quinta-feira (12), Grêmio e Internacional confirmaram suas classificações na final do Campeonato Brasileiro de Aspirantes.

Os dois entraram em campo vantagem nos confrontos de ida diante de Bahia e Vitória, pela rodada de volta das semifinais, e não decepcionaram. As datas e horários dos clássicos decisivos ainda não foram definidos pela CBF, mas o Grêmio decidirá em casa, já que possui melhor campanha.

Ferreira é o artilheiro da competição, com 11 gols em 15 jogos (Foto: Rodrigo Fatturi/Grêmio)
Ferreira é o artilheiro da competição, com 11 gols em 15 jogos (Foto: Rodrigo Fatturi/Grêmio)

Confira o gol de Ferreira, artilheiro da competição, com 11 gols em 15 jogos.

Jogando no CFT Hélio Dourado, em Eldorado do Sul, Grêmio não tomou conhecimento do Vitória e goleou por 3 a 0, com gols de Ruan, Ferreira e Isaque. Na ida, no Barradão, em Salvador, o time treinado por Thiago Gomes havia feito 1 a 0. A partida foi acompanhada pelo auxiliar técnico de Renato Portaluppi, Alexandre Mendes, que observa de perto os destaques gremistas visando o restante desta temporada e principalmente o próximo ano. Um dos principais focos de atenção da comissão técnica está no atacante Ferreira.

Apesar de ter vantagem de um gol no placar agregado, o Grêmio foi para o abafa e abriu o placar a logo aos sete minutos, no CFT Hélio Dourado, em Eldorado do Sul. Na cobrança de falta de Jefferson, Ruan se adiantou ao goleiro Caíque e desviou de cabeça para o fundo das redes. 1 a 0. Aos 45 da etapa inicial, o goleador Ferreira deixou a sua marca. Jhonata Varela cruzou rasteiro para a área, Da Silva desviou, o goleiro defendeu parcialmente e a bola sobrou para Ferreira, que dominou e bateu sem chance para o arqueiro baiano. 2 a 0.

Na etapa complementar, aos sete minutos, Da Silva chutou para o gol, a bola explodiu na zaga do Vitória e sobrou para Ferreira, que serviu o camisa 10 Isaque. O meia arriscou da entrada da área e fez o terceiro tento tricolor. 3 a 0. Aos 26 minutos, o gremista Joanderson ainda foi expulso por ter acertado com o braço direito o rosto de Herbert, do Vitória, e desfalcará a equipe no jogo de ida. Com 4 a 0 no agregado, o Grêmio administrou o jogo e confirmou a classificação à final inédita.

Campanha do Grêmio: 16 jogos, 13 vitórias, um empate e duas derrotas, marcou 38 gols e sofreu 11, aproveitamento de 83%.

Grêmio 38 gols
Ferreira – 11 gols
Jhonata Robert – 4 gols
Da Silva – 4 gols
Léo Chú – 3 gols
Ruan – 3 gols
Isaque – 3 gols
Gulherme Dantas – 2 gols
Matheus Frizzo – 1 gol
Guilherme Guedes – 1 gol
Mateusinho – 1 gol
Joanderson – 1 gol
Jhonata Varela – 1 gol
Frizzo – 1 gol
Guilherme Beleá – 1 gol
Julio Romão (contra/Ponte Preta) – 1 gol

Ruan abriu o escore para o Grêmio no jogo de volta da semifinal do Brasileirão de Aspirantes (Foto: Rodrigo Fatturi/Grêmio)
Ruan abriu o escore para o Grêmio no jogo de volta da semifinal do Brasileirão de Aspirantes (Foto: Rodrigo Fatturi/Grêmio)

Grêmio 3 x 0 Vitória
Ficha Técnica
Local: CFT Hélio Dourado, em Eldorado do Sul (RS)
Arbitragem: Roger Goulart (RS), auxiliado por Gustavo Marin Schier (RS) e Max Augusto Guimarães Vioni (RS).
Gols: Ruan 7′ 1T, Ferreira 45′ 1T e Isaque 7′ 2T
Cartões amarelos: Ferreira (GRÊ); Hebert, Bruno Henrique, Flávio (VIT)
Cartão vermelho: Joanderson (GRÊ)

Grêmio: Phelipe Megiolaro; Felipe, Ruan, Rodrigues e Jefferson (Kazu); Jhonata Varela (Frizzo), Darlan Mendes e Isaque; Jhonata Robert (Guilherme Azevedo), Ferreira (Léo Chú) e Da Silva (Joanderson).

Vitória: Caíque; Cedric, Carlos (Gabriel), Jonathan e Gabriel Gomes; Hebert, Guilherme Rend (Bruno Henrique) e Renzo; Nickson (Flávio), Marcelo Rosa (Samuel) e Thiaguinho (Marcelo). Técnico: João Burse.

Pedro Lucas é a esperança de gols do Colorado na final do Brasileiro de Aspirantes (Foto: Mariana Capra/Intenacional)
Pedro Lucas é a esperança de gols do Colorado na final do Brasileiro de Aspirantes (Foto: Mariana Capra/Intenacional)

O Internacional venceu o Bahia por 1 a 0 no confronto de volta da semifinal do Brasileirão de Aspirantes e se classificou à final pela terceira vez seguida. Como venceu o jogo de ida, no Pituaçu, em Salvador, por 2 a 1, o Colorado entrou em campo na Morada dos Quero-Queros, em Alvorada, com a vantagem do empate. Ao Bahia restava marcar ao menos um gol para levar a decisão aos pênaltis. O gol que confirmou a vaga foi marcado por Matheus Monteiro.

O primeiro tempo foi equilibrado, com chances para os dois lados. Aos 10 minutos, José Aldo cruzou da direita e Pedro Lucas cabeceou na rede pelo lado de fora. Nove minutos depois, o lateral-esquerdo Erik, que integra o grupo principal, arriscou de fora da área, mas errou o alvo. Aos 28, José Aldo ajeitou para Pedro Lucas chutar com perigo à esquerda do gol defendido por Fernando. O Bahia precisava do gol e chegou com perigo, aos 33, quando César cruzou da esquerda e Caíque cabeceou sobre a meta de Keiller. Aos 36, o mesmo César recebeu livre pela esquerda, mas finalizou pela linha de fundo.

No segundo tempo, o Esquadrão de Aço quase marcou aos 6 minutos. Fernandinho fez boa jogada individual e chutou à esquerda do gol. Precisando vencer o Bahia foi ao ataque e deixou espaçou para os conta-golpes colorados. Aos 12 minutos, Netto recebeu passe de Pedro Lucas no lado direito e chutou cruzado rasteiro, o goleiro Fernando deu rebote e Matheus Monteiro empurrou para redes, abrindo o placar. 1 a 0.

Aos 42, o lateral-direito do Bahia, Willian Lepo deu uma entrada de forma forte no tornozelo de Erik recebeu o segundo cartão amarelo e foi expulso. Nos acréscimos, Edson atingiu com o braço o rosto de Caio, fora da disputa de bola, e também levou o vermelho.

O Inter tem uma trajetória de 16 partidas, com nove vitórias, quatro empates e três derrotas, anotou 29 gols e levou 21, 64,58% de aproveitamento.

Confira o gol de Matheus Monteiro, artilheiro colorado na competição, com 5 gols.

Internacional 29 gols
Matheus Monteiro – 5 gols
Netto – 4 gols
José Aldo – 3 gols
Edson – 3 gols
Andrey – 2 gols
Gustavo França – 2 gols
Pedro Lucas – 2 gols
Caio – 1 gol
Raphael Santos – 1 gol
Lucas Bessa – 1 gol
Da Silva – 1 gol
Jeferson – 1 gol
Jose Gabriel – 1 gol
Erik – 1 gol
Pedro Ramos – 1 gol

Erik reforçou a equipe Sub-23 do Internacional na semifinal do Brasileiro de Aspirantes (Fotos: Mariana Capra/Internacional)
Erik reforçou a equipe Sub-23 do Internacional na semifinal do Brasileiro de Aspirantes (Fotos: Mariana Capra/Internacional)

Internacional 1 x 0 Bahia
Ficha Técnica
Local: Morada dos Quero-Queros, em Alvorada (RS)
Arbitragem: Jonathan Benkenstein Pinheiro (RS), auxiliado por Luiza Naujorks Reis (RS) e Maíra Mastella Moreira (RS).
Gol: Matheus Monteiro 12′ 2T
Cartões amarelos: José Gabriel, Bruno Fuchs, José Aldo, Matheus Monteiro (INT); Willean Lepo, César, Jonatas, Edson, Ignácio, Brunão e Luciano Buiú (BAH)
Cartões vermelhos: Willean Lepo, Edson (BAH)

Internacional: Keiller; Edson Carvalho, Roberto, Bruno Fuchs e Erik; José Gabriel, Johnny (Juliano Fabro) e José Aldo (Da Silva); Matheus Monteiro (Caio), Pedro Lucas e Netto (Zé Vitor). Técnico: Ricardo Colbachini.

Bahia: Fernando; Willean Lepo, Ignácio, Brunão, César (Geovane Itinga); Edson, Paulinho (Carlinhos), Cristiano (Jonatas); Gustavo (Fernandinho), Gabriel Esteves (Erison), Caíque. Técnico: Dado Cavalcanti.

Corinthians marca no final e supera o Inter pelo Brasileirão Sub-20

0
Nathan marcou o gol da vitória do Corinthians sobre o Inter (Foto: Luiz Munhoz)
Nathan marcou o gol da vitória do Corinthians sobre o Inter (Foto: Luiz Munhoz)

Repórter Rafael Passos

Na tarde dessa quarta-feira (11), Internacional e Corinthians duelaram na Morada dos Quero-Queros, em Alvorada (RS), pela 14ª rodada do Campeonato Brasileiro. Aos 39 minutos da etapa final, Nathan garantiu a vitória por 1 a 0 para o Timão.

Com a vitória, o Alvinegro do Parque São Jorge chega a 29 pontos e segue em quarto lugar na tabela de classificação. A equipe treinada pelo ex-lateral do Timão, Dyego Coelho se iguala em pontos com o Palmeiras, que perdeu para a Chapecoense também nesta quarta, mas perde nos critérios de desempate (gols pró: 26 a 23). O Flamengo lidera, com 33 pontos, enquanto o Vasco é o segundo colocado, com 32. Na próxima rodada, o Corinthians volta a campo na quarta-feira (18), às 15h, contra o Athletico Paranaense, no Parque São Jorge. Antes disso, porém, o Timão recebe o Botafogo de Ribeirão Preto, pelo Campeonato Paulista, no sábado, dia 14, às 15h, na Fazendinha.

A derrota deixa o Internacional na 17ª colocação, com 11 pontos. Na 15ª rodada, o Colorado encara o Cruzeiro, na quarta-feira (18), às 15h, no estádio das Alterosas, em Belo Horizonte.

Logo aos 25 minutos do primeiro tempo, o volante colorado Jonathan foi expulso com o cartão vermelho direto. Com um jogador a mais, o Timão foi para o abafa no final em busca da vitória. Na cobrança de escanteio, Felipe desviou de cabeça e Nathan mandou a bola para o fundo das redes e deu a vitória aos paulistas.

Internacional 0 x 1 Corinthians
Ficha Técnica
Local: Morada dos Quero-Queros, em Alvorada (RS)
Arbitragem: Daniel Soder (RS), André da Silva Bitencourt (RS) e Max Augusto Guimarães Vioni (RS).
Gol: Nathan 39´ 2T
Cartões amarelos: Leonardo (INT); Igor Marques, Madson, Roni, Ruan de Oliveira e Léo Pereira (COR)
Cartão vermelho: Jonathan (INT)

Internacional: Emerson Júnior; Leonardo, Pedro Henrique, Volnei e Thális (Carrijo); Jonathan, Praxedes e Cesinha; Guilherme Pato, Luiz Henrique (Lucas Mazetti) e Andrey (Leonardo Ferreira). Técnico: Fabio Matias.

Corinthians: Guilherme Vicentini; Igor Marques, Felipe Torres, Raul e Xavier; Rael, Madson e Roni (Sandoval); Nathan (Du), Ruan de Oliveira e Léo Pereira (Gabriel Pereira). Técnico: Dyego Coelho.

A informação desta matéria tem o oferecimento de Postos J A

Athletico-PR vence o Internacional e larga em vantagem na final da Copa do Brasil

0
Athletico venceu o Inter por 1 a 0 no jogo de ida da final da Copa do Brasil (Foto: Athletico Paranaense/Divulgação)
Athletico venceu o Inter por 1 a 0 no jogo de ida da final da Copa do Brasil (Foto: Athletico Paranaense/Divulgação)

Repórter Rafael Passos

Nos primeiros 90 minutos da final da Copa do Brasil 2019 deu Athletico Paranaense. Na noite desta quarta-feira (11), o Furação recebeu o Internacional na Arena da Baixada, em Curitiba (PR), e largou na frente com o triunfo por 1 a 0. O único gol do primeiro duelo da decisão foi marcado por Bruno Guimarães marcou, aos 12 minutos do segundo tempo.

O jogo que vale a taça e R$ 52 milhões para o vencedor será disputado na próxima quarta-feira (18), às 21h30min (de Brasília), no Estádio Beira-Rio. Para conquistar a copa nacional pela primeira vez na história, o Rubro-Negro pode até empatar. Já o Colorado precisa vencer por dois gols de vantagem levar o bicampeonato. Se vencer por um gol de diferença leva a decisão para os pênaltis.

Inter, de Guerrero, saiu em desvantagem na final da Copa do Brasil (Foto: Ricardo Duarte/Internacional)
Inter, de Guerrero, saiu em desvantagem na final da Copa do Brasil (Foto: Ricardo Duarte/Internacional)

Athletico Paranaense 1 x 0 Internacional
Ficha Técnica
Local: Estádio Joaquim Américo (Arena da Baixada), em Curitiba (PR).
Arbitragem: Raphael Claus (Fifa-SP), auxiliado por Rodrigo Figueiredo Henrique Correa (Fifa-RJ) e Neuza Ines Back (Fifa-SP). VAR: Rodrigo Guarizo Ferreira do Amaral (SP), AVAR 1: Caio Max Augusto Vieira (RN) e Fabricio Porfirio de Moura (SP).
Gol: Bruno Guimarães 12´ 2T
Cartões amarelos: Nikão, Khellven e Wellington (APR)
Público: 38.490 pagantes (39.772 presentes)/Renda: R$ 2.685.79,00

Athletico Paranaense: Santos; Khellven, Robson Bambu, Léo Pereira e Márcio Azevedo; Wellington; Nikão, Bruno Guimarães, Léo Cittadini (Thonny Anderson) e Rony (Lucho González); Marco Ruben (Marcelo Cirino). Técnico: Tiago Nunes.

Internacional: Marcelo Lomba; Bruno, Rodrigo Moledo, Víctor Cuesta e Uendel; Rodrigo Lindoso, Edenilson (Nonato) e Patrick; D’Alessandro (Rafael Sobis) e Nico López (Wellington Silva); Paolo Guerrero. Técnico: Odair Hellmann.

Esse texto que você está lendo tem o apoio de Lealinfo