Home Destaque Luan deixa Renato para trás e Grêmio vence Athletico-PR pelo Brasileirão

Luan deixa Renato para trás e Grêmio vence Athletico-PR pelo Brasileirão

117
0
SHARE
Luan não marcava desde 20 de julho no clássico Grenal 421 (Foto: Lucas Uebel / Grêmio FBPA)
Luan não marcava desde 20 de julho no clássico Grenal 421 (Foto: Lucas Uebel / Grêmio FBPA)

Repórter Rafael Passos

De olho na partida contra o Palmeiras, pela Libertadores, daqui a três dias, o Grêmio foi a campo contra o Athletico-PR com um time reserva. No jogo válido pela 16ª rodada do Campeonato Brasileiro, o Tricolor Gaúcho venceu o Furacão, neste sábado (24), por 2 a 1, na Arena do Grêmio, em Porto Alegre. Luan e Thaciano marcaram os dois gols gremistas. Rony fez um golaço um voleio para a equipe rubro-negra. A vitória dos mandantes poderia ter sido maior se Diego Tardelli tivesse anotado o pênalti, mas o goleiro Santos não deixou.

Com o resultado, o Grêmio subiu para a 11ª posição, com 21 pontos. O triunfo quebrou uma série de cinco jogos sem vitórias na competição. Já o Athletico estacionou nos 22 pontos e que caiu para a nona colocação. Além disso, os paranaenses mantiveram o tabu de não vencer o Grêmio fora de casa pelo Brasileirão desde 1983.

Na terça-feira (27), às 21h30min, o Grêmio pega o Palmeiras, no Pacaembu, pelo jogo de volta das quartas de final da Libertadores. Após a derrota por 1 a 0 em casa, o time treinado por Renato Portaluppi terá que vencer em São Paulo para chegar às semifinais. Se conseguir devolver o placar (1 a 0), a decisão será nos pênaltis. Uma vitória marcando dois ou mais gols (2 a 1 ou 3 a 2, por exemplo) dá a vaga aos gaúchos. O vencedor deste confronto enfrenta Flamengo ou Internacional.

O Athletico volta a campo no próximo fim de semana, quando enfrentará o Ceará, na Arena da Baixada, às 19h de sábado (31), pela 17ª rodada do Brasileirão. Os dois times voltarão a se enfrentar no dia 4 de setembro, em Curitiba, no jogo de volta das semifinais da Copa do Brasil (na ida, também deu Grêmio, 2 a 0).

O jogo

O Grêmio abriu o placar logo aos três minutos do primeiro tempo. Diego Tardelli puxou o contra-ataque, a bola passou por Luan e após a bobeira do zagueiro Léo Pereira, Thaciano deixou Luan na cara do gol. O camisa 7 bateu colocado na saída do goleiro Santos. 1 a 0.

Passado o susto de levar o gol no começo, o Athletico Paranaense passou a dominar a posse de bola e a criar as melhores chances de empatar o jogo. O goleiro Julio César foi obrigado a fazer no mínimo duas grandes defesas.

Aos 36, Marcelo Cirino passou para Vitinho, que invadiu a área e tocou na saída do goleiro. Julio Cesar fechou bem o ângulo e evitou o gol com a perna. Dois minutos depois, o mesmo Cirino tocou para Márcio Azevedo. O lateral esquerdo ajeitou e encheu o pé, para boa defesa do camisa 22 do Grêmio.

Nos acréscimos, foi a vez do goleiro Santos aparecer para salvar o Furacão. Thaciano saiu cara a cara com o arqueiro rubro-negro, que evitou que tricolor ampliasse.

Segundo tempo

O atacante Rony foi o autor do gol do Athletico na Arena do Grêmio (Foto: Bruno Baggio/Site Oficial)
O atacante Rony foi o autor do gol do Athletico na Arena do Grêmio (Foto: Bruno Baggio/Site Oficial)

Na etapa complementar, o Athletico Paranaense chegou ao empate com Rony. Aos dois minutos, Marcelo Cirino ganhou na velocidade de Paulo Miranda e cruzou para trás, Rony acertou um lindo voleio de pé esquerdo e mandou a bola no canto direito de Julio César. 1 a 1.

A festa rubro-negro, porém, não durou muito. Aos seis minutos, Galhardo recebeu na lateral direita e cruzou para Thaciano, sem marcação, cabecear para o fundo da rede de Santos. 2 a 1.

Aos 27 minutos, o Grêmio poderia ter tornado a tarefa mais fácil. O meia Patrick, que havia entrado no lugar de Luciano, foi derrubado na área e o árbitro Bruno Arleu de Araujo marcou o pênalti. Antes de Diego Tardelli cobrar, o juiz foi analisar o lance no VAR. Depois de confirmada a penalidade máxima, Tardelli chutou rasteiro no canto direito, mas o goleiro Santos defendeu, sem dar rebote.

Aos 35, o volante Michel, que estava há três meses parado por causa de uma lesão no joelho, entrou no lugar de Tardelli. Nos acréscimos, Luan saiu para a entrada de Darlan, e foi bastante aplaudido pelos torcedores na Arena.

Luan marcou seu 75° gol com a camisa do Grêmio (Foto: Lucas Uebel / Grêmio FBPA)
Luan marcou seu 75° gol com a camisa do Grêmio (Foto: Lucas Uebel / Grêmio FBPA)

Luan marcou seu 75° gol com a camisa do Grêmio em 283 jogos. O jogador de 26 anos deixou para trás Renato Portaluppi, o atual técnico, e o ex-jogador Loivo, ponta-esquerda do clube de 1967 e 1975, para assumir o 12º lugar na lista de maiores artilheiros gremistas. A próxima meta do camisa 7 é alcançar Jonas, o 11º colocado, com 78 tentos pelo Tricolor. Alcindo, que jogou no clube de 1964 a 1971 e em 1977, é o maior artilheiro da história do Grêmio, com 264 bolas na rede. Outra marca atingida por Luan é que agora ele é o maior goleador da história da Arena, com 40 gols.

Grêmio 2 x 1 Athletico-PR
Ficha Técnica
Local: Arena do Grêmio, em Porto Alegre (RS)
Arbitragem: Bruno Arleu de Araujo (RJ), auxiliado por Rodrigo Figueiredo Henrique Correa (Fifa-RJ) e Carlos Henrique Alves de Lima Filho (RJ). VAR: Rodrigo Nunes de Sá (RJ). AVAR 1: Rodrigo Carvalhães de Miranda (RJ) e AVAR 2: Diogo Carvalho Silva (RJ).
Gols: Luan 3´ 1T e Thaciano 6´ 2T (GRÊ); Rony 2´ 2T (CAP).
Cartões amarelos: Juninho Capixaba, Rômulo e Luciano (GRÊ); Léo Pereira (CAP)
Público: 10.788 pagantes (12.748 presentes)/Renda: R$ 355.594,00

Grêmio: Julio César; Rafael Galhardo, Paulo Miranda, David Braz e Juninho Capixaba; Rômulo, Thaciano (Patrick) e Luan (Darlan); Luciano, Pepê e Diego Tardelli (Michel). Técnico: Renato Portaluppi.

Athletico-PR: Santos; Khelvenn, Lucas Halter, Léo Pereira e Márcio Azevedo (Abner Vinicius); Wellington (Tomás Andrade), Bruno Guimarães e Léo Cittadini; Vitinho (Braian Romero), Rony e Marcelo Cirino. Técnico: Tiago Nunes.

A informação é um oferecimento de Centro Esportivo Rodrigo Mendes 

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here